quinta-feira, maio 15, 2008

Calendário Cultural de Minas Gerais



Contribuição: Tatiane Antonia

www.cultura.mg.gov.br

A Noite da MPB


A Noite da MPB, nome dado à ultima confraternização do Ministério de Jovens Adultos da Igreja Batista da Lagoinha, reuniu mais de 400 jovens no Terraço do Pampulha Mall, em Belo Horizonte , no dia 26 de abril de 2008.

O foco do evento era demonstrar o bom testemunho e convivência social sadia e divertida, proporcionando momentos de descontração e entretenimento. Sob um luar inspirador e canções belíssimas, a Noite da MPB embalou canções e ritmos totalmente brasileiros. Jovens de diversas igrejas e até mesmo pessoas que não compartilham a mesma fé estiveram ali reunidas nesta noite de celebração a Deus e confraternização entre os irmãos.
As canções foram interpretadas por Ramon Goulart, que é pastor, teólogo, músico e ministro de louvor. Músicas como Louvem, Preciosidade e Juntos Vamos Louvar, cantadas a capela com voz e violão, fizeram parte do repertório da noite.
Durante o evento foram apresentadas fotos e vídeos do 1º Acampamento de Carnaval dos Jovens Adultos da IBL.
Se você não teve a oportunidade de participar deste evento e deseja conhecer mais este ministério, compareça em uma das reuniões na Igreja Batista da Lagoinha, todos os sábados às 19h no Salão Esperança.

segunda-feira, maio 05, 2008

João Gilberto - Chega de Saudade (1959)


Diante das grandes comemorações dos 50 anos de Bossa-Nova, deixo a vocês o mostruoso, João Gilberto. Comentários? Ele dispensa, criador da batida da Bossa-nova, e como ele mesmo disse, que se inspirou em criar quando ouviu João Donato tocar piano, ele é o resumo do que se sente ao ouvir este estilo, que levou o Brasil para o mundo e com todo o respeito calou a boca dos jazzistas da época de plantão. Afinal, como os gringos dizem, ninguem toca e faz bossa, como nós, brasileiros.
E viva a Bossa nova!

01- Chega de Saudade (Tom Jobim/Vinicius de Moraes)
02- Lobo Bobo (Carlos Lyra/Ronaldo Bôscoli)
03- Brigas Nunca Mais (Tom Jobim/Vinicius de Moraes)
04- Oba-bá-lá-lá (João Gilberto)
05- Saudade Fez Um Samba (Carlos Lyra/Ronaldo Bôscoli)
06- Maria Ninguém (Carlos Lyra)
07- Desafinado (Tom Jobim/Newton Mendonça)
08- Rosa Morena (Dorival Caymmi)
09- Morena Boca de Ouro (Ary Barroso)
10- Bim Bom (João Gilberto)
11- Aos Pés da Cruz (Marino Pinto/Zé da Zilda)
12- É Luxo Só (Ary Barroso/Luís Peixoto)

para baixar cole o link no navegador:
http://www.4shared.com/file/45705990/7340e364/JOO_GILBERTO_-_Chega_de_Saudade__1959_.html

sexta-feira, maio 02, 2008

Somos Um - Jorge Camargo - Grapho


Um oásis em meio a aridez.

O encontro de letras com notas musicais geradas no coração e na mente de um dos maiores poetas cristãos contemporâneos já seria suficiente para dar a este livro a responsabilidade de tornar-se um dos principais lançamentos do ano.
“Somos um” é o mais recente filho de Jorge Camargo. Um livro acompanhado por um CD – ou seria vice-versa? – que traz o encontro de fragmentos biográficos de personagens do Cristianismo com a trajetória de vida do próprio músico-poeta.
Apresentados em ordem cronológica, de Irineu a Agostinho, passando pelo Pseudo-Dionísio, por Anselmo da Cantuária, indo até Francisco de Assis, Teresa de Ávila, João da Cruz, chegando a Thomas Merton. Uma viagem em mais de vinte um séculos de história, em companhia de Renato Russo, Djavan, Paulo de Tarso, Roberto Rosselini, Ghandi, Martin Luther King, Olavo Bilac, dentre outros.
Com muito sentimento e conhecimento, Camargo apresenta cada um dos personagens ao refletir sobre teologia, literatura e filosofia, perpassados por eventos de sua infância e juventude, como o seu primeiro contato com a música cristã ou o surgimento da sua paixão pela poesia. Saber quem foi Bindú, Cecília Marina e dna. Vivi, ou descobrir a influência que a avó Olga ou a tia Mariinha tiveram sobre Camargo só são possíveis pelo clima intimista dado pela leitura fácil e fluida, como um bate-papo em sua sala de estar.
A leitura do livro torna-se uma experiência completa com a audição simultânea do CD, muito bem produzido por Cezar Elbert, que contou com a participação de músicos consagrados como Fernando Merlino, Gerson Borges, Cláudio Rocha, Maurício Caruso, Tiago Viana, dentre outros. Destaco a harmonia do capítulo sobre Irineu, com os caminhos entrelaçados entre o teólogo, Renato Russo, Djavan e o apóstolo Paulo e a poesia da música “Tudo Passa”, cantada e tocada pelas mãos de Fernando Merlino e Thiago Rosa (violino) e pela voz suave e ensolarada de Bianca Toledo.
A música “Fale de Amor”, feita sobre Francisco de Assis, é inspirada em uma frase a ele atribuída e que deveria ser o slogan da Igreja Cristã atual: “Prega o evangelho. Se for preciso, use palavras”.
É difícil não fazer um paralelo entre “Somos um” e o livro “Alma Sobrevivente – Como ser Cristão apesar da Igreja” de Philp Yancey. Vidas tocadas por personagens que um dia conheceram a verdadeira mensagem de Jesus.
Numa época de extrema aridez criativa na música e literatura, “Somos um” é um oásis para todos que buscam um Cristianismo que ainda tenha o poder de ser sal e luz na sociedade.

SERVIÇO
Somos Um de Jorge Camargo
Editora: Grapho
ISBN: 978-85-99019-13-5
Data de Publicação: 25/02/2008
Categoria: Artes, Biografia & Teologia
Formato: 22 x 22
Nº de Páginas: 128
Preço: R$ 35,00

Compre aqui.


quinta-feira, maio 01, 2008

Esboço de uma Teologia da Imagem Religiosa

Muita gente discute hoje se o Francis Schaeffer é ainda relevante ou não. Ainda mais agora com a reportagem da Cristianismo Hoje sobre o L'Abri - que, a propósito, será comentada por nós em breve.

Mas o fato é que o L'Abri já chegou no Brasil, e estou muito feliz por fazer parte. E mais ainda: o nosso primeiro evento, o primeiríssimo no Brasil foi sobre: ARTE! Um retiro temático em Macacos sob o tema: "As Imagens de Cristo nas Artes e no Cinema". Veja no ainda infante Blog do L'Abri Brasil, Aqui.

E para quem perdeu, a minha palestra de abertura - "Esboço de uma Teologia da Imagem Religiosa" encontra-se disponível em MP3 no meu site - clique no título.

Ficarei feliz em ouvir críticas xiitas e sunitas :-D

Guilherme